buscar

Três segredos sobre visual merchandising que você precisa saber

Atualizado em: 14/10/2018

O visual merchandising (VM) é um dos aspectos mais importantes da gestão do ponto de venda. Afinal, é a comunicação visual que transportará o cliente para o ambiente da loja e criará uma nova experiência. “O papel do marketing é trazer o cliente para a loja. Já o visual merchandising tem que fazer o cliente entrar na loja e comprar”, comenta Ariane Cristine Diniz, gerente geral de Visual Merchandising do Grupo Riachuelo.

Especialistas em varejo convidados pela Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv) se encontraram em São Paulo para discutir a importância do visual merchandising e como utilizá-lo para destacar sua loja em relação à concorrência. Confira três insights estratégicos importantes para manter o VM de sua loja sempre atrativo:

 

1) Sua loja é um canal de comunicação com o cliente

A loja não é apenas um ponto de venda de produtos e serviços: é uma ferramenta de comunicação com o público. “A loja deve abrir novos mundos e novas vivências, despertando emoções e desejos”, afirma Eric Feigenbaum, presidente da Associação Americana de Visual Merchandisers e um dos maiores especialistas americanos em visual merchandising. Para ele, cada loja deve desenvolver um estilo e uma imagem próprios. “O ideal é que o VM projete uma experiência, encante os clientes e leve-os a uma viagem com sua marca. Isso não se faz ao copiar o concorrente: é preciso olhar para o que você tem que seja único”, explica o especialista. Neste artigo, veja como contar uma boa história a partir de sua loja.

 

2) Sua loja também é arte

O visual merchandising também é uma forma de arte. Não é preciso ir aos extremos da Galeries Lafayette em Paris, que usa seus espaços como galerias para valorizar os produtos e evocar sensações nos clientes, mas é preciso ter os aspectos artísticos em mente. “É importante desenvolver a arte, mantendo a integridade do produto e da marca”, afirma Marjorie Lee, professora de visual merchandising do Lim Institute de Nova York. Para ela, uma loja sem arte é pouco mais que um depósito de produtos. “O consumidor deseja uma relação emocional com as marcas. O visual merchandising é fundamental nessa conexão”, completa. Os manequins da loja são um excelente meio para incorporar arte ao PDV. Confira neste artigo como os manequins podem impulsionar suas vendas.

 

3) Visual merchandising não se limita aos equipamentos

A iluminação é um instrumento poderoso para a criação de um ambiente de loja mais agradável e vendedor. “A luz vem transformando os espaços de venda”, comenta Antônio Carlos Mingrone, diretor de projetos do escritório de arquitetura Mingrone Iluminação. Para o executivo, uma boa iluminação é um dos principais aspectos para quem deseja atrair clientes e obter bons resultados de vendas. “A iluminação deve valorizar os produtos expostos, mantendo a fidelidade de reprodução de cor de cada um deles, e ao mesmo tempo comunicar a linguagem da marca e contribuir para a decisão de compra”, diz. Saiba, neste artigo, como acertar na iluminação de sua loja.

 

A estratégia de VM precisa ser bem definida  e alinhada com a equipe para que a disposição dos produtos na gôndola, a posição de um manequim ou o tipo de iluminação usada façam parte de um projeto para encantar o cliente e fazê-lo comprar mais.