buscar

Como conquistar o consumidor omnichannel durante a Black Friday

Atualizado em: 19/11/2018

 

A Black Friday se transformou, nos últimos anos, em uma das principais datas promocionais do varejo brasileiro. Trazida para o Brasil em 2010 como um evento puramente online, ganhou força e, em 2018, deverá movimentar o comércio. Além disso, desde 2016 a data passou a ser considerada pelas lojas físicas como o início da temporada de Natal, trazendo fluxo para as lojas e impulsionando as vendas.  Acontecendo sempre na terceira sexta-feira do mês de novembro, desta vez a Black Friday ocorrerá no dia 23 de novembro.

Os empreendimentos da General Shopping e Outlets realizarão diversas ações para alavancar as vendas dos lojistas. Nos quatro Outlet Premium, em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília, todas as lojas aplicarão descontos ainda maiores que os usuais. Na ação promocional Black Friday Premium, que acontecerá de 23 a 25 de novembro (sexta a domingo), todos os outlets realizarão transmissões ao vivo pelo Facebook, apresentando as ofertas das lojas e estimulando os clientes a visitar os malls.

O Suzano Shopping apresentará ao público as ofertas das lojas nos dias que antecedem a Black Friday. Já nos dias 23 e 24 (sexta e sábado), lives no Facebook divulgarão as ofertas das lojas, aproveitando os canais digitais. Já em Campinas (SP), o Unimart Shopping contará com estacionamento gratuito e horário de operação estendido na sexta-feira 23, até as 23h, dando aos consumidores mais tempo e facilidades para conferir as ofertas dos lojistas.

 

Como impulsionar a Black Friday no omnichannel

Atualmente, todo o varejo se engaja na Black Friday. Embora o evento tenha começado no Brasil no e-commerce, sua presença é marcante também nas lojas físicas. Para aproveitar ainda mais a data promocional para atrair clientes e dar início à temporada de Natal, é importante integrar online e offline para gerar novos estímulos de consumo.

Para impulsionar sua Black Friday omnichannel, vale estar atento a estes pontos:

1 – Conheça muito bem seus clientes: para entregar ofertas que chamem a atenção e sejam significativas, é preciso conhecer o público. Utilize os dados que você já possui para entender quais os desejos, necessidades e padrões de comportamento dos clientes.

2 – Estruture ações em todos os canais de contato: já acontece normalmente, mas na Black Friday isto se torna ainda mais relevante. Os clientes interagem com marcas, não com canais. Assim, quem vê uma promoção no site espera encontrar a mesma condição na loja física.

3 – Pense em relacionamento, não em descontos: todo mundo oferece descontos na Black Friday. A data promocional pode ser uma oportunidade para reforçar a relação com seus clientes fieis e para atrair um novo público. O desconto é só o início: que tal abrir a loja mais cedo para os clientes VIP?

4 – Black Friday é mais que a sexta-feira: não estruture ações somente para a sexta-feira. Nos últimos anos, a data aumentou o fluxo de clientes ao longo de toda a semana. Além disso, na sexta-feira a concorrência online é ainda mais intensa. Realizar uma “Black Week”, ou alguns dias de promoção, ajuda a contornar os concorrentes.

5 – Venda experiências em vez de produtos: é possível aproveitar o momento para realizar campanhas que não foquem somente no desconto. A venda de produtos “surpresa” por um preço fixo e pontuação especial no programa de fidelidade são alguns exemplos de como é possível ir além de um corte de preços para gerar um diferencial.

6 – Não seja “Black Fraude”: é muito fácil comparar preços e o cliente não pode denunciar uma ação que ele veja como “metade do dobro”. Por isso, tenha uma estratégia consistente de preços nas semanas anteriores à data e ofereça descontos relevantes em produtos importantes para seu público.