buscar

General Shopping Brasil marca presença no maior evento de varejo do mundo

Atualizado em: 29/01/2018

Grupo de gestores foi à NRF Big Show para captar as grandes tendências que transformarão o setor nos próximos anos

 

Com quase 40 mil visitantes durante três dias, mais de 160 palestras e 600 expositores em uma área de mais de 30 mil metros quadrados, a NRF Big Show é o grande momento de discussão das tendências de varejo em todo o mundo. Anualmente, o evento, que acontece em Nova York no mês de janeiro, reflete os desafios e estratégias das empresas do setor. Neste ano, a General Shopping Brasil levou oito executivos, entre gestores e superintendentes de empreendimentos e da área corporativa, para acompanhar de perto o evento e extrair insights para a gestão dos negócios no País.

Quais os pontos mais relevantes da NRF Big Show para os shoppings e lojistas brasileiros?

 

  1. A força da experiência: o consumidor não quer comprar em lojas sem vida. A NRF Big Show deixou muito claro que se o PDV não oferecer uma experiência empolgante, o cliente irá escolher outra loja ou comprar online. O consumidor demanda uma experiência de compra cada vez melhor, agradável e integrada no varejo omnichannel. Empresas que utilizarem os recursos digitais para levar os clientes à loja e interagir com eles no PDV conseguirão entregar essa experiência unificada.
  2. Invista na personalização: o cliente quer ser percebido como único. No online é comum que sites sejam customizados de acordo com as preferências e hábitos de navegação dos consumidores, mas as lojas físicas enfrentam o desafio da personalização. Para resolver isso, é preciso investir em tecnologia. A feira da NRF apresentou, por exemplo, muitas soluções que permitem que os gestores das lojas entendam seus clientes e ajustem o atendimento de acordo com a busca dos clientes por produtos no ambiente mobile.
  3. É hora de ser transparente: o varejista precisa cumprir suas promessas. Se ele se posiciona como ecologicamente correto, precisa mostrar o que faz, pois o cliente percebe claramente quando o discurso é vazio. Transparência também tem a ver com apresentar informações completas sobre os produtos e serviços, aproximando o varejo do consumidor e gerando uma relação de confiança.
  4. Mergulhe na inovação: a transformação digital do Walmart, que abraçou uma mentalidade de startup para competir com a Amazon, foi um dos grandes cases de sucesso da NRF Big Show. A gigante global percebeu as movimentações de mercado e viu que só poderia se proteger se entrasse de cabeça em novos modelos de negócios e na formação de parcerias.
  5. Em vez de empresas, plataformas: uma das grandes tendências do varejo é o fim das fronteiras entre os negócios das empresas. Alibaba, Apple e Amazon não são empresas focadas em um setor: elas são plataformas que oferecem soluções para seus clientes. Para competir, o varejo precisa pensar como um ecossistema: em vez de loja física, site e mobile, precisa se enxergar como uma empresa que faz contato com o cliente da maneira como o consumidor deseja.
  6. Busque parcerias: ninguém consegue fazer tudo sozinho, nem acompanhar todas as mudanças de um mercado que inova com grande velocidade. Um dos destaques da NRF 2018 foi a apresentação de Lori Flees, gestora do lab de inovação do Walmart, que mostrou que é preciso abrir as fronteiras da empresa e fazer muitas parcerias, para que as ideias circulem e o varejo seja mais rápido na adoção de inovações.