buscar

Minha loja deveria ter um app para celular?

Atualizado em: 10/12/2018

<a href="https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/mao">Mão fotografia desenhado por Katemangostar - Freepik.com</a>

 

 

A jornada de compras dos consumidores é cada vez mais um híbrido entre online e offline. De acordo com o Google, 76% dos americanos usam três ou mais canais de compra. São milhões de pessoas, tanto lá quanto aqui, usando seus smartphones para fazer buscas por produtos e lojas, visitando sites de varejistas e indo aos pontos de venda físicos para comprar.

Esses números mostram, ao mesmo tempo, uma oportunidade e uma ameaça. A oportunidade é se mostrar mais relevante que a concorrência, aparecendo online para o consumidor e direcionando tráfego do online para o PDV. A ameaça está no fato de que, se você pode fazer isso com o concorrente, o concorrente pode fazer isso também. Para evitar as ameaças e aumentar as oportunidades, é preciso conhecer muito bem como o consumidor se comporta na atual Era da Informação.

Uma forma de aumentar a possibilidade de manter o cliente longe da concorrência é fazer com que ele interaja com seu aplicativo para celular. Os apps facilitam a comunicação com o cliente, pois são desenvolvidos especificamente para navegação em dispositivos móveis. A integração com recursos dos celulares (como a geolocalização e a identificação do cliente) faz com que a experiência do cliente seja mais personalizada. Uma busca por um determinado produto no app pode trazer como resposta, por exemplo, o estoque disponível na loja mais próxima, na cor preferida pelo cliente.

Os clientes mobile tendem a ser mais cativos, uma vez que é muito mais fácil fazer comparações com concorrentes na tela do computador. O uso de um aplicativo mantém o cliente ainda mais dentro do funil de compras, pois não oferece distrações no processo de compra. Outra vantagem do uso de aplicativos é a possibilidade de coletar dados sobre os clientes e entender cada vez mais que tipo de produto ou serviço é procurado, em que momento e local, e a partir daí desenvolver ações cada vez mais personalizadas. A coleta de dados também ajuda o varejo e melhorar seu mix de produtos.

 

LEIA TAMBÉM: Por que você deveria investir em tecnologia para aumentar suas vendas?

 

Ao oferecer insights sobre preferências, experiências e drivers de fidelidade dos clientes, os dados móveis permitem que o varejo otimize seus investimentos e enxergue o consumidor em 360 graus, independente do canal de contato dele com a marca. A longo prazo, os dados ajudam a estabelecer prioridades, a desenvolver metas e gerar relevância. É como em um relacionamento pessoal: quanto mais você conhece uma pessoa, mais você se torna relevante para ela, pois consegue atender suas necessidades e desejos.

Ter um aplicativo próprio ajuda a manter o cliente no ambiente do varejista, sem distrações. Para isso, porém, é preciso ser relevante. Pense: o que você pode colocar em seu app que dê um bom motivo para o cliente utilizá-lo? Ofertas? Promoções exclusivas? Condições especiais? Acesso a eventos? Making of de desfiles e campanhas publicitárias?

Um bom aplicativo aproveita o interesse do cliente pelo produto e o coloca no centro do universo da marca.

Pensar no mobile hoje não é uma opção, é obrigação. Cada vez mais, o celular é o início da jornada de compra dos clientes. Quem não olhar para a telinha não estará na lista de preferências dos consumidores.