buscar

Aproveite o fim de ano e prepare bem suas equipes para 2019

Atualizado em: 27/11/2018

<a href="https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/mao">Mão fotografia desenhado por Katemangostar - Freepik.com</a>

 

 

Se no passado o sonho das pessoas era construir carreira em uma empresa, permanecendo muitas vezes por décadas no mesmo lugar, hoje a dinâmica é completamente diferente: não é incomum vermos profissionais que passam pouco tempo em uma empresa e já buscam novos desafios. No varejo, o setor mais dinâmico da economia nacional, essa é, com frequência, a realidade vivida pelos lojistas.

Outro ponto importante é que hoje questões como propósito, missão e valores são muito mais importantes que no passado. Os novos profissionais querem trabalhar onde sintam que podem mudar o mundo. Por isso, as avaliações de desempenho podem exercer um papel muito importante para que as equipes estejam sempre motivadas a entregar melhores resultados.

Ao encarar as avaliações das equipes como uma forma de reter e desenvolver talentos, o varejo cria um ciclo virtuoso em que acompanha de perto as metas de cada pessoa da equipe e seu comportamento no PDV. Com a medição desses dois pilares em uma escala de zero a 10, a loja pode realizar feedbacks e identificar oportunidades de treinamento que melhoram o desempenho das vendas.

Isso vale tanto para os antigos colaboradores quanto para os temporários de fim de ano: em média, 40% dos profissionais temporários acabam sendo efetivados.

 

Como fazer uma boa avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho permite analisar a performance individual ou de um grupo de funcionários e, com seu resultado, permite verificar se a postura de cada profissional condiz com a cultura da empresa. Os que mais se destacam nas avaliações podem ser inclusive, referências para que os demais membros da equipe.

O processo de avaliação de desempenho é muito importante para garantir que a loja conseguirá bater suas metas. Uma boa avaliação é dividida em três etapas:

  1. Análise diária do comportamento: é a observação de como o profissional lida com as questões do dia a dia, como relacionamento com a equipe, posturas e comprometimento. Também permite identificar os progressos e as limitações do colaborador.
  2. Solução de problemas: ao identificar pontos que comprometem o desempenho do profissional, é importante conversar com ele para apontar os pontos de melhoria e para motivar o colaborador.
  3. Conversas periódicas: são momentos formais (normalmente mensais) de análise da evolução do profissional, servindo como um termômetro do desempenho. As entrevistas permitem identificar se o colaborador tem como evoluir ou se é possível reverter alguma situação fora do padrão.

 

Quando são bem feitas, as avaliações funcionam como um momento de orientação das equipes, o que reduzirá o custo com a rotatividade dos profissionais e trará novos desafios para cada um deles.