buscar

Use o estoque das lojas físicas para agilizar suas vendas online

Atualizado em: 01/04/2019

 

 

Atender à demanda dos clientes por produtos e experiências de ótima qualidade no digital traz um ponto de atrito: parte dos processos dependem diretamente de terceiros para acontecer e nem sempre é possível garantir a excelência deles como padrão. E, na maior parte das empresas, a logística, essencial nessa operação, é gerenciada por terceiros. Nessa hora é inevitável pensar, também, em um país de dimensão continental, com uma malha viária de trechos complexos e nas estatísticas de roubo de cargas.

Uma forma de driblar parte dessa complexidade é aderir ao Ship From Store, que simplifica a vida de varejista, do entregador e, principalmente, do cliente. Já adotado no Brasil por empresas como Magazine Luiza, Mormaii, Raia Drogasil, Onofre e Extra, o Ship From Store é um método de trabalho em que os estoques das lojas físicas ficam disponíveis para a venda online, transformando os PDVs em pontos de distribuição. Nos Estados Unidos, onde esse modelo de negócios está mais maduro, 75% das vendas online de Natal da rede Target passaram pelas lojas físicas, e 40% das vendas online da Best Buy são entregues a partir dos PDVs.

Entre as vantagens do uso do Ship from Store estão:

 

Maior efetividade de vendas: Com o estoque da rede integrado ao e-commerce, as chances do produto estar disponível dentro das características solicitadas pelo cliente aumenta de forma exponencial.

Agilidade na Entrega: As entregas podem acontecer a partir do ponto mais próximo ao local de entrega escolhido pelo cliente, o que diminui o tempo de transporte do produto. Após testar e comprovar o modelo, a marca pode utilizar esse diferencial como argumento de vendas em suas campanhas.

Redução dos custos: A “última milha” (o trecho da distribuição que vai da retirada do produto do estoque até a casa do cliente) fica também mais barata, uma vez que é possível utilizar uma estrutura mais simplificada tanto no controle dos produtos quanto na entrega. Outra consequência é a diminuição dos riscos inerentes à operação logística.

Giro de Estoque do PDV: Esse modelo de negócio aumenta o volume de vendas, trazendo mais variedade ao mix, o que é um estímulo para os clientes visitarem a loja mais vezes – e comprarem. Outra vantagem direta é o melhor aproveitamento do espaço no PDV, uma vez que o lojista terá a possibilidade de utilizar menos espaço para estocar mercadorias.

 

Mesmo diante de tantas vantagens é preciso olhar os desafios trazidos com o Ship From Store e preparar a estrutura do negócio para que ela realmente traga todos os benefícios citados. Entre os desafios estão:

 

Tecnologia compatível: É necessário ter um sistema tecnológico capaz de integrar e atualizar os dados do estoque em tempo real, permitindo que o comércio eletrônico opere de maneira ágil e precisa.

Acuracidade do Estoque: As quantidades de peças em estoque devem ser lançadas de maneira exata no sistema. A apuração das entradas e saídas das peças deve acontecer de maneira padronizada, com responsáveis específicos em seus turnos. Esse é mais um cuidado que garantirá o funcionamento perfeito do Ship From Store.

Capacidade de Reposição do Estoque: É preciso ter fôlego para realizar a reposição do estoque à medida que as vendas forem fechadas. O Ship From Store deve ser um recurso para impulsionar as vendas online, não para desfalcar o PDV. É imprescindível analisar a capacidade de distribuição antes de aderir ao modelo.

 

Trabalhando de modo planejado e cobrindo todos esses pontos, a implementação desse sistema tende a ser muito boa para as vendas, tanto pela economia para a loja quanto para firmar a reputação de eficiência e qualidade na entrega junto aos clientes.