buscar

Por que você deveria investir em tecnologia para aumentar suas vendas?

Atualizado em: 24/08/2018

Hoje, a grande referência no varejo mundial é a Amazon. Uma empresa que ganha espaço e deve fechar o ano representando quase 50% do varejo online americano. Mais que o investimento em logística, em produtos ou em publicidade, a Amazon conquista consumidores porque consegue coletar, analisar e transformar dados em informações. Essa é a próxima revolução do varejo e também seu maior desafio, pois poucas empresas já estão preparadas para atuar dessa forma.

O lado positivo é que não é preciso ser a Amazon ou uma gigante varejista para investir em tecnologia para entender os clientes. Existem inúmeras possibilidades à disposição das empresas que buscam entender melhor seus clientes e oferecer soluções que passam por coletar dados dos clientes para entender como eles se comportam e, a partir daí, oferecer os produtos e serviços mais adequados.

A análise dos dados faz com que o varejo tenha três grandes vantagens:

 

1 – Mais precisão no entendimento e definição do público da loja. O entendimento do comportamento dos clientes antes e depois da visita permite entender o verdadeiro raio de atuação da marca. Além disso, permite descobrir o que os clientes fazem logo antes ou depois da ida à loja. Assim, é possível saber, por exemplo, que o cliente do supermercado vai antes à academia, estimulando ações em parceria.

2 – Comunicação em tempo real com o público, por meio de geolocalização. Se o cliente está sempre com o celular em suas mãos, o varejo pode se comunicar com ele quando ele estiver perto da loja. É uma oportunidade de chamar a atenção dele para uma promoção ou simplesmente criar um argumento para  uma nova visita. Uma sorveteria pode, por exemplo, dizer para o cliente que um novo sabor chegou hoje à loja. Ou o restaurante pode comunicar seu menu de almoço.

3 – Métricas de engajamento com o cliente. Como saber se a estratégia de comunicação tem dado resultado? Como saber se o consumidor foi atraído à loja pela promoção realizada, quanto tempo ficou no PDV e qual foi o aumento de público? Essas são métricas que permitem medir o retorno do investimento realizado, mostram para a direção da empresa os resultados das ações e eliminam “achismos”.

 

Algumas tecnologias de baixo custo que podem ser usadas no PDV para ajudar o varejo a entender melhor seus clientes:

1 – Câmeras: além de servirem para a segurança, as câmeras podem ser usadas para contar o fluxo de clientes na loja e para calcular as “áreas quentes” do PDV (onde os visitantes permanecem por mais tempo). Dessa forma, é possível avaliar se uma promoção gerou aumento de público ou se uma mudança na disposição dos produtos melhorou o fluxo dos clientes pelos corredores, por exemplo.

2 – Espelhos inteligentes: tecnologias interativas ainda engatinham no varejo brasileiro, mas elas existem. Um exemplo é o uso de espelhos inteligentes, que contam com telas touch screen, reconhecem as roupas ou sapatos (por meio de código de barras ou etiquetas RFID) e permitem que o cliente escolha outras cores, tamanhos ou peça ajuda ao vendedor.

3 – Analytics: análises estatísticas com base no comportamento dos clientes facilitam a gestão do ponto de venda, o controle do estoque e a redução dos casos de ruptura. Com isso, aumentam a produtividade do ponto de venda e facilitam a gestão dos produtos e das equipes de vendedores.

4 – Omnichannel: softwares analisam o estoque online, das lojas e Centros de Distribuição e avaliam a melhor combinação entre o produto e a localização da loja. Com isso, melhoram a integração da loja física com o site da empresa e diminuem as vendas perdidas: se o cliente não encontra o produto na loja, pode receber em casa.

 

Em um futuro bem próximo, recursos como Realidade Aumentada e Realidade Virtual farão parte do arsenal de recursos disponíveis para que o varejo amplie suas vendas e ofereça uma melhor experiência de compra aos clientes. Para chegar a esse ponto, porém, é preciso fazer a lição de casa, aproveitando tecnologias disponíveis a baixo custo para conhecer melhor os clientes e aumentar as vendas.