Parque Shopping Sulacap

buscar

Mercado pet cresce no Brasil e ganha espaço nos malls

Atualizado em: 28/05/2018

O Brasil já é o terceiro maior mercado de produtos e serviços para animais de estimação do mundo, segundo o instituto Euromonitor. O segmento faturou R$ 25 bilhões no ano passado, com um crescimento de 7% sobre 2016, de acordo com estimativas do Instituto Pet Brasil. Essa expansão acontece porque 75% dos brasileiros têm ao menos um pet em casa, número muito acima dos 56% da população mundial.

Com mais de 52 milhões de cães, 38 milhões de pássaros e 22 milhões de gatos nas casas brasileiras, esse é um mercado em forte expansão. “É um setor movido a afeto”, afirma Nelo Marraccini, vice-presidente de comércio e serviços do Instituto Pet Brasil. Como os pets são considerados parte da família, as despesas com os animais de estimação entram no grupo dos gastos essenciais. Esse consumo acontece principalmente em pet shops de pequeno porte (63% dos clientes usam esse canal, segundo o estudo da SBVC), super/hipermercados (42,6%) e megalojas pet (21%), o que abre oportunidades para os shopping centers aprofundarem seu relacionamento com o público atendendo a mais um “membro da família”.

É o que acontece, por exemplo, no Pet Point Social, pet shop e projeto social de adoção de cães e gatos localizado no Parque Shopping Sulacap, no Rio de Janeiro. Já o Meu Pet Favorito, no Unimart Shopping de Campinas (SP), oferece serviços como hotel e dog park para pets supervisionado por veterinários, centro de estética e hospital veterinário 24 horas.

Além disso, as campanhas de adoção de cães e gatos, realizadas mensalmente em vários empreendimentos do Grupo, funcionam como ponto de encontro dos “pais” dos bichinhos e reforçam o vínculo dos malls com seu público.

Uma demonstração clara da importância dos pets para os consumidores é o fato de que, hoje, os empreendimentos da General Shopping e Outlets são pet friendly: o público pode trazer seu animal de estimação para passear nos malls, curtindo um momento agradável com toda a família (a exceção são as praças de alimentação). O resultado é que é cada vez mais normal encontrar cães e seus donos passeando tranquilamente pelos shoppings e outlets do Grupo durante o dia, aproveitando a segurança e comodidade dos ambientes de compra.