buscar

Treinar é o melhor investimento para os negócios

Atualizado em: 11/02/2019

 

 

Quem está no dia a dia do comércio tem uma preocupação muito legítima: a rotatividade dos funcionários. O setor é um dos mais importantes vetores da economia e, por isso, um dos mais exigidos. A área tem seus desafios: trabalha-se aos finais de semana e feriados, organiza-se por escalas e está sujeito à sazonalidade de movimento - tudo isso sob a pressão de prazos e metas. Outra característica é que o comércio é a porta de entrada de trabalho de muita gente, trazendo pessoas que necessitam ser preparadas não apenas em aspectos específicos do negócio, mas em formação profissional básica.

Diante de tanta atividade, muitas vezes o empresário acaba por deixar o treinamento em segundo plano, o que resulta em maus atendimentos, falta de preparo para venda, frustração na equipe, perda de produtividade, má reputação ao comércio e perda de vendas e lucros.

Acontece que treinar é investir no seu negócio. Essa é uma das maneiras de garantir que a integridade da sua marca seja mantida, afinal um funcionário, em qualquer esfera hierárquica, exercerá suas funções mais adequadamente se souber o que deve ser feito e de que maneira. Parar de achar que treinamento é perda de tempo é o passo mais importante. O próximo é criar um método para capacitar as equipes.

 

Organize-se: Seu negócio tem as informações reunidas em um único lugar? Hoje, com as facilidades de conexão e acesso as redes, as empresas podem ter bancos de dados de consulta online para acesso remoto, em que os funcionários podem consultar informações e esclarecer suas dúvidas de maneira rápida. Se essa ainda não é sua realidade, fique no tradicional. Tenha uma apostila para ser entregue a cada novo funcionário e outra mantida para consulta. Nesse processo o funcionário torna-se ator em sua aprendizagem. Treinamentos presenciais precisam ser marcados com boa antecedência para evitar baixas.

Gamefique: Estimule sua equipe a manter-se informada por meio de jogos de perguntas e respostas, metas e outras atividades com recompensas compatíveis. Isso estimula a busca por atualização e é muito eficiente na absorção de conhecimento.

Faça treinamentos dinâmicos: Em seus treinamentos, simule situações da vida real, que possam servir como um estudo de caso no treinamento. Seja efetivo em mostrar o tipo de realidade que os funcionários enfrentarão em suas rotinas. Isso os tornará mais seguros durante as vendas ou solução de problemas.

Comunique-se: A melhor forma de evitar o “telefone sem fio” é usando um megafone. Torne o conhecimento acessível vindo de fonte segura. Para isso não é necessário nenhum aparato complexo. Alguns recursos conhecidos, como reuniões semanais, quadros de avisos, agendas compartilhadas e grupos de WhatsApp cumprem o papel de um ótimo disseminador de informações. Eleja um administrador e foque nessa pessoa a distribuição da informação e o filtro para esclarecer dúvidas.

Tenha bons multiplicadores: Muitas vezes a velocidade das mudanças é maior que o seu alcance. Portanto, eleja bons multiplicadores para ajudar na disseminação de informações. Escolha pessoas com uma comunicação clara, fácil e profissional. Que gostem de gente e que saibam trabalhar sob a pressão do tempo.

 

Seguindo essas dicas, logo você terá uma equipe funcionando de maneira eficiente, produtiva e orientada a bons resultados.